Blog  ·  01/10/2019

6 dicas para abrir seu negócio de artesanato

negócio de artesanato

Começar o seu próprio negócio não é uma tarefa muito simples ou fácil. Todas as decisões que você precisa tomar para que as coisas funcionem do jeito certo exigem planejamento, ousadia e muito tempo. Por isso muitas pessoas desistem antes mesmo de começar, principalmente quando o negócio envolve artesanatos.

Antes de mais nada precisamos deixar claro que é possível sim montar um negócio de artesanatos e lucrar com ele. O mercado de artesanatos é imenso e existem diversos nichos que podem ser explorados.
Para que o negócio funcione e consiga decolar, você precisa guardar seis grandes dicas:

  1. Escolha seu nicho de mercado
  2. Conheça e defina seu público como mais ninguém
  3. Estude administração e gestão de negócios
  4. Estude marketing digital e invista na internet
  5. Venda valor e não preço em seus produtos
  6. Invista em equipamentos de qualidade

Entenda o que significa cada uma dessas dicas e comece a implementá-las em sua rotina hoje mesmo!

1.Escolha seu nicho de mercado

Já existem empresários que sabem muito bem qual o nicho que vão atuar no mercado de artesanatos. Mas existe um outro grupo que não faz a mínima ideia no que trabalhar.

Se você está com dificuldades para escolher qual área quer trabalhar, temos algumas etapas que podem te ajudar a agilizar o processo de escolha:

  1. Identifique seus interesses e paixões: pode ser algo que você já faz, mas caso ainda não tenha a resposta certa, você pode fazer uma lista com 10 interesses dentro do artesanato que você tem afinidade. 
  2. Identifique os problemas que você pode resolver: com a sua lista de 10 interesses em mãos, comece a eliminar suas opções. Para que o negócio seja lucrativo, você precisa encontrar os problemas que seu público-alvo está enfrentando e como o seu negócio pode resolvê-los.
  3. Determine a rentabilidade do seu nicho: como está a procura pelo seu produto? Converse com o seu público e use a internet como fonte de pesquisa. Saiba se as pessoas precisam do seu produto, se procuram por ele. 

Dica dois: Conheça o seu público como mais ninguém

Depois de definir seu nicho, você precisa conhecer quem são as pessoas que vão comprar seu produto.

Você não precisa atingir o máximo possível de pessoas para fechar uma venda. É possível focar naqueles que compartilham um interesse específico e investir neles desde o início.

Saiba o que eles gostam e o que não gostam, conheça sua rotina, o que eles consomem, o que chama sua atenção, se eles possuem família, se gostam de viajar e até mesmo que tipo de comida preferem. 

Por exemplo, você pode criar quadros para o público geeks usando uma máquina com corte a laser. Não teria sentido criar uma campanha para pessoas que não conhecem o universo geek e não fazem a mínima ideia do que seja Star Wars, animes ou vídeo game.

Conhecer o seu público significa saber como conversar com eles, como vender e até mesmo a criar produtos cada vez mais personalizados.

Dica três: Estude administração, gestão de negócios e, se possível, faça uma especialização

Essa é a dica mais esquecida. Você precisa saber como administrar, qual preço cobrar e entender como funciona o financeiro, lucros, impostos e tudo mais de um empreendimento.

Muitos negócios que faliram no início das operações não sabiam como lidar com as burocracias de uma empresa.

Seu produto pode ser incrível, mas se não souber administrar o negócio o barco pode afundar.

Uma das principais dúvidas entre os empresários quando criam uma loja de artesanatos, física ou virtual, é qual o preço certo a cobrar. A resposta você vai encontrar se estudar, pesquisar e se dedicar.

Dica quatro: Conheça o marketing digital e invista na internet

A internet é mais barata para investir do que as mídias tradicionais como tv, rádio e outdoors. Você pode criar anúncios nas redes sociais e nos mecanismos de busca como o Google com um valor mínimo e mesmo assim alcançar um grande público.

As redes sociais são perfeitas para se aproximar dos clientes e divulgar seu trabalho. Pequenos negócios começam a vender nessas plataformas e quando o negócio ganha força, cria-se uma loja virtual e até mesmo lojas físicas.

No começo pode parecer difícil entender como as redes sociais podem ajudar um negócio, mas depois que aprender o conceito de marketing digital tudo começa a fazer mais sentido. 

Dica cinco: Venda valor e não preço

Existem dois fatores que servem como base de um trabalho artesanal: tempo e habilidade. Você precisa mostrar ambos para o seu cliente.

Apesar de toda exclusividade e personalidade que o artesanato oferece, a concorrência acaba sendo grande. 
Para que o seu negócio, mesmo que pequeno, comece a apresentar bons resultados de venda precisa aceitar os desafios e encarar o mercado de frente como gente grande. 

Você só vai mostrar seu diferencial se deixar de vender preço e começar a vender valor. Ou seja, seus clientes precisam saber que eles não estão apenas comprando uma peça comum, igual a tantas outras, mas estão usufruindo de todo um conceito que mais ninguém pode oferecer.

O valor é que a diferença entre o preço que você cobra para a produção do produto e os benefícios que os clientes vão receber em escolher você e não o seu concorrente. 

O processo artesanal já é prestigiado, tem história e tem o seu valor. É justamente isso que as pessoas estão buscando, por produtos selecionados, feitos à mão e que recebem todo um tratamento exclusivo. 

Dica seis: Invista em equipamentos de qualidade

A vantagem do artesanato é que você pode começar o seu novo negócio no conforto da sua casa, mas saiba que investir em bons equipamentos é essencial.

Caso você queira começar a produzir convites com cortes especiais, a gravação de materiais personalizados ou a criação de capas para celular exclusivos, você precisa de um bom equipamento para isso. 

O investimento não precisa ser alto. O equipamento precisa ser simples de manipular e deve ser pequenos o suficiente para ser usado em sua casa.

É claro que não precisa investir um alto valor que o negócio comece a funcionar. Mas é importante você criar um planejamento para que tudo caminhe do jeito certo.

Gostou do nosso conteúdo? Então não deixe de nos acompanhar nas Redes Sociais e conferir outros conteúdos exclusivos! Estamos no Facebook, Instagram e no YouTube!

Caso você tenha alguma dúvida, pode entrar em contato com o nosso time de especialistas!

Até a próxima.

POSTS RELACIONADOS